Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Galeria de Autores & Leitores

Caro leitor,

Este é um trabalho já aprovado pelo público!

Sinta-se à vontade para, depois de lê-lo, deixar seus comentários.

Bons Textos!

> Ler outro conto <   < Ler poemas > < Ler crônicas >


< Ler outro trabalho de Silvino >


< Visite a Página Pessoal de Silvino >


Missão cumprida?



					    
Depois de viajar por milhares de anos-luz, Strep estava próximo de dar início ao cumprimento de sua missão: Explorar os seres dominantes de um planeta muito distante de sua terra natal. Milhares de outros conterrâneos seus já haviam tentado sem êxito o cumprimento daquela missão. Strep tinha total consciência disso e estava disposto a fazer tudo que estivesse ao seu alcance para ser primeiro a conseguí-lo. Diário de Bordo: “Estou entrando na atmosfera deste imenso planeta. Ele é tão gigantesco que toda a população do nosso planeta poderia se mudar para ele sem que fizesse a menor diferença. O planeta possui uma diversidade de formas de vida tão grande que eu acho que terei uma certa dificuldade em localizar a raça dominante. Eu só espero que os sensores de minha nave me guiem até um espécime dessa raça.” A nave voava tão rápido que parecia ser carregada pela forte correnteza existente em meio à densa atmosfera daquele enorme planeta. Após sobrevoar por uma parte da superfície, os indicadores no painel de controle sinalizaram o fim da busca. - Ah! Encontrei um espécime. Ele é gigantesco. Segundo os sensores da nave, esse é um espécime pequeno que ainda está em desenvolvimento. Mesmo assim, ele é milhões de vezes maior que minha nave! - Vou circundá-lo para conhecê-lo melhor. A nave de Strep deu várias voltas em torno daquele gigantesco ser e fez diversas observações importantes. Diário de Bordo: “O funcionamento do ser é muito complexo e baseia-se na queima de produtos que ele absorve por uma abertura existente em sua parte superior. Essa queima é completada com a absorção cíclica de gases existentes na atmosfera do planeta. O ser também possui um intrincado sistema nervoso que recebe e processa as informações elétricas provenientes de milhares de sensores espalhados por todo o seu gigantesco corpo. Ele é bastante sensível às ondas eletromagnéticas situadas em um pequeno trecho do espectro e as utiliza para se orientar em seus deslocamentos”. Enquanto fazia suas anotações, Strep guiava sua nave para verificar mais de perto aquele enorme ser. Em razão da enorme diferença de tamanho, essa aproximação podia ser feita sem nenhum risco de ser detectado pelo ser. As observações eram surpreendentes: - UAU! Esse ser é recoberto por uma camada muito porosa de tecido. Esses poros são tão grandes que seria possível entrar no seu corpo através deles. Mas essa não é a minha intenção, ainda. A aproximação de um outro ser permitiu a Strep verificar como eles se comunicavam. Diário de Bordo: “A comunicação desses seres é feita através da modulação da pressão dos gases existentes na atmosfera, provocando vibrações produzidas por um sistema interno existente na parte superior de seu corpo. Quando penetrar em seu interior, eu obterei mais detalhes sobre seu funcionamento. Essas vibrações, depois de percebidas e decodificadas por sensores também localizados na parte superior do corpo, são transformadas em sinais elétricos enviados ao centro do seu sistema nervoso”. Strep também pode perceber que o ser se deslocava usando os prolongamentos inferiores de seu corpo. Diversos feixes de fibras existentes em seu interior se distendiam e contraíam em função de sinais elétricos emitidos pelo sistema nervoso do ser. Uma combinação complexa de movimentos permitia o seu deslocamento rítmico. Esse deslocamento era relativamente lento, permitindo o fácil acompanhamento pela nave de Strep. Diário de Bordo: “Depois de analisar externamente o ser está na hora de conhecer o seu funcionamento interior. Vou entrar por um dos orifícios utilizados para a absorção de gases.” A nave de Strep foi violentamente sugada para o interior do gigantesco ser. Depois de viajar a uma velocidade altíssima, ele chegou ao destino final: um intricado conjunto de câmaras, onde os gases eram misturados com um fluído viscoso que corria por meio de dutos em torno de toda a câmara. Depois de consultar seus sensores, Strep constatou que estava dentro de um órgão que o estranho ser utilizava para extrair os gases necessários ao seu funcionamento. Esses gases eram utilizados para a queima dos produtos sólidos e líquidos consumidos pelo ser. Essa queima mantinha a temperatura praticamente constante de todo aquele gigantesco corpo. Diário de Bordo: “O órgão em que penetrei é tão grande que seria necessária uma eternidade para visitar todos os seus compartimentos. Felizmente essa nave dispõe de sensores-robôs que poderão se espalhar por todo o órgão e enviar as informações de que preciso.” Ao acionar um botão no painel de controles, milhares de cápsulas foram ejetadas da nave de Strep. À medida que essas cápsulas se afastavam, elas se expandiam e assumiam uma forma similar à nave de Strep. Em pouco tempo, uma infinidade de naves se espalhou por todo o gigantesco órgão. Enquanto ejetava seus sensores-robôs, um alarme estridente começou a soar no painel. Strep logo se deu conta de que uma infinidade de estranhos corpúsculos estava vindo ao seu encontro e, em pouco tempo, começaram a destruir seus robôs. Strep viu que devia tomar uma decisão rápida: - Eu vim em paz mas se eles querem guerra, aqui vou eu! Strep acionou uma alavanca em seu painel de controles e, imediatamente, cada um dos robôs começou a se multiplicar e contra-atacar seus atacantes. Foi uma batalha emocionante, em pouco tempo quase todas as câmaras daquele gigantesco órgão estava tomado de sensores-robôs. - Agora eu posso voltar ao meu trabalho! Mas que estranho, desde que iniciou o ataque desses estranhos corpúsculos os sensores da nave detectaram uma sensível mudança no funcionamento do organismo desse gigantesco ser. Sua temperatura geral está mais alta e o fluxo de fluídos está pulsando de modo bem mais acelerado. Talvez tenha sido o esforço gerado pela invasão daqueles estranhos corpúsculos. Enquanto Strep dava prosseguimento às suas observações, um novo alarme surgiu no painel. Quando ele se deu conta, não havia mais saída. Todo o enorme compartimento estava invadido por outros elementos que destruíram rápida e violentamente seus robôs. Sua nave já começava a ser destruída por aqueles bárbaros que sequer deram tempo a Strep de enviar uma mensagem de alerta a seu planeta. - Falhei! - foram as últimas palavras de Strep. ****************** - O antibiótico já está fazendo efeito, Sra. Carmem. Em pouco tempo a febre de seu filho irá baixar e a infecção por Streptococus estará acabada. - disse o médico encarregado de cuidar da pneumonia de Carlinhos.
Copyright Silvino © 2006
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 1662 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para Silvino.

Comentários dos leitores

A princío imaginei invasão da Terra, mas logo percebi que era uma aula de Biologia................ Gostei! Pessoas imaginativas me encantam.

Postado por lucia maria em 15-11-2012

Perfeita para ser contada p/ crianças,rsrsrsrs muito inteligente, criativa e engraçada a maneira de contar o funcionamento do organismo humano. Parabéns

Postado por Thamires em 01-04-2009

Boa noite Silvino, Puxa, gostei muito deste texto ficcionista. Um conto mostrando a batalha entre os microrganismos estreptococus e o organismo humano foi fantástico! Carinhosamente, Alquimista

Postado por alquimista em 03-12-2008

Gostei muito, divertido e dinâmico. Parabéns. Tonzé

Postado por goesaraujo em 02-09-2008

Muito bom caro Silvino, com um desfecho inesperado, muita criatividade. Parabéns! Abraço meu

Postado por JORGEHUMBERTO em 14-08-2008

Bacana este texto, muito criativo... Parabéns amigo...

Postado por nadirvilela em 17-03-2007

Ótimo texto, Silvino. O final inesperado fechou com chave de ouro. Parabéns!

Postado por Annacelia em 13-11-2006

Ah! Ah! Ah! Muito engraçado! O autor criou uma expectativa e surpreendeu com o final. Parabéns. Este conto é ideal para contar as crianças de forma lúdica, como funciona o nosso sistema imunológico.

Postado por Marcelo Torca em 17-08-2006

Uma visão interessante do ponto de vista do micróbio invasor. Os anticorpos deveriam agir como agiram atacando os seres mltiplicados. Não foi considerado se os antecorpos naturais iniciaram uma ação anterior e estavam sendo derrotados.

Postado por Goes em 14-08-2006

Muito bom, Silvino! Criatividade, síntese, suspense e final inesperado. Todos os ingredientes para um bom conto. Parabéns!

Postado por HUGO BERNARDO em 07-08-2006

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.


> Ler outro conto <   < Ler poemas > < Ler crônicas >


< Ler outro trabalho de Silvino >

Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.