Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Portal A&L

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


UM ÚNICO MICROPENSAMENTOZINHO JÁ É TRAIÇÃO?



					    
RUBEMAR ALVES MARIDO - Ouvi um recado pelo alto-falante que minha máquina seria vistoriada pela engenheira de plantão, cargo recentemente inventado para abrigar com um excelente pagamento semanal a........... (deixa pra lá!) do diretor de 65 anos, baixinho. Comentava-se que era um monumento de mulher. Comentava-se também que ELA me conhecia de vista, apontara para mim durante um jogo de futebol em cidade próxima daqui, logo ao início do ano, entre empresas metalúrgicas; perguntou meu nome e idade. Um amigo “piedoso” falou 40, diminuiu 5 anos. EU ainda não tinha visto a tal... “PRINCESA”, como a apelidaram. Sou (sou?) agora um homem sério, um chefe de família. Em casa, escuto que já fui (fui?) um REI sedutor hipnotizador, mas ao contrário fui (fui!) seduzido e hipnotizado - a partir daí, “um rabo de saia” se instalou na minha (minha?) casa onde em três dias foi tudo modificado, transformado, móveis em diferentes lugares, metade das paredes mudou de cor, tive até que comprar muitas formas de bolo e forminhas para quindim. Engordei um pouco. Nossa! De repente, surgiu perto de mim aquela mulher grande, pele muito clara, cabelos de cor indefinível, mesclado, não sou *cavalo-marinho, mas tenho tido desejos estranhos, mentalizei sorvete predominando o castanho, chocolate, com fios de ovos misturados à parte cremosa.............. Logo percebi que a moça não entende nada de nada porque me fez muitas perguntas em vez de vistoriar perfeições ou imperfeições. Deve ter sido professora porque nos papéis da prancheta escreveu ‘nota 10 com louvor’. Perfeição era ELA, mas fui discreto, respeitei, fingi não perceber a má fé, mesmo quando se encostou em mim de propósito e esfregou a cabeça, perfumada a flores, no meu ombro de Gigante. Tentação dá e passa, especialmente quando a RAINHA de casa tem uma faca serrilhada de cortar embutidos congelados. MULHER - Mandei para um laboratório o fio de cabelo oxigenado, louro, que encontrei na roupa dele. Paguei uma nota alta pela emergência. EU sabia! Cabelo pintado de amarelo. Conheço esta fulana. Houve um jogo de futebol em cidade próxima daqui, logo ao início do ano, entre empresas metalúrgicas; lembro de uma mulher grande, pele muito clara, cabelo de cor indefinível, mesclado entre chocolate e gema de ovo. Tenho uma intuição fantástica, do out ro mundo, e senti um arrepio quando a olhei na arquibancada. Ouvi vagamente um comentário que é engenheira, protegida de um diretor idiota. Mulher-monumento deve trair todo dia. EU jamais me casaria com um homem nanico. “Gigante se garante!” - escuto em casa todo dia. Nunca neguei que sou vingativa. Fez, leva! ELE me pagaria na mesma moeda, igualzinho, fio de cabelo por fio de cabelo. Tesourinha na bolsa, em pé num carro do metrô, aperto desgraçado. Logo vi a uma certa distância um japonês, saí empurrando as pessoas, cheguei perto de propósito e puxei assunto. Derreteu-se todo. Ai dele se fosse engenheiro! Não. É doutor em química, professor universitário e faz pesquisas com célula-tronco. Fiquei deslumbrada com tanta inteligência e cultura. Estava indo para Vila Mariana, onde reside, mas me convidou para um lanche vespertino em famosa confeitaria portuguesa (incrível, não?) na Liberdade. Saltamos. Pedi um vinho do porto, sugeri (sou mandona?) pão-de-ló seco, e tagarelamos bastante. Tentação nipônica. Simulei abrir a bolsa para dividir as despesas, ELE impediu que EU pegasse a carteira, tirei rapidamente a tesourinha, cortei um pouco do cabelo dele e saí correndo aos gritos de: “Obrigada! Você equilibrou o meu casamento.” Tomei às pressas um táxi até a rodoviária - em casa, meu marido preocupado, mas justifiquei ter ido ao médico, na capital. “Está doente?” Respondi toda estabanada: “Espere e verá brevemente.” MARIDO - ELA tem fixação pelo número 30 e interrompe alguma leitura de livro nesta página ou, se sair à rua, leva ali meu cartão de débito, receita para farmácia ou listona de compras. Empolgada agora com um romance de ficção científica - estória de uma menina de 9 anos que... Para quê resolvi ler também? Achei o que EU não estava procurando. Mandei para um laboratório o fio de cabelo preto, pedacinho, que encontrei no livr o dela. Paguei uma nota alta pela emergência. EU sabia! Cabelo de japonês. MULHER - Contei para meu marido que EU estava lendo as aventuras da Isoldinha, nisto surgiu na sala de espera um japonês alucinado, ainda moço, 44 anos, puxando os próprios cabelos, pouco depois um enfermeiro o levou aos prantos. A mulher o traíra com um metalúrgico Gigante. Interrompi na página 30, atendente me chamando para a consulta. MARIDO - Não que ELA minta, mas EU escrevo contos e ELA é minha revisora gramatical, de imaginação também fértil. *BENTINHO era apenas um desconfiado inseguro....................... “Gigante se garante!” - falo em casa todo dia. ----------------------------------------------------------------------------- NOTA DO AUTOR: CAVALO-MARINHO (Hippocampus) - Os ovos expostos pela fêmea são fertilizados pelo macho que os guarda em uma bolsa na base da cauda, expelindo os filhotes dois meses depois, sob violentas contrações. Na mitologia grega, os Hippocampus, filhos de Poseidon, deus do mar, eram empregados em espionagem e patrulha a procura de obstáculos no reino oceânico. ----------------------------------------------------------------------------- BENTINHO, personagem machadiano - romance DOM CASMURRO. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 406 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Mulher traída sente pelo faro, pela intuição. Adivinha-se muito antes de acontecer. Será que ele acreditou na estória do japonês maluco ou ela também é contista mesmo sem escrever? Adoro RCA.

Postado por lucia maria em 13-01-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.