Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


PRAGA DOS 7



					    
RUBEMAR ALVES Para alívio geral, comunico e participo a todos os preocupados e interessados que a famosa e malfadada “PRAGA DOS 7” não existe!!! O começo foi assim: A AMIGA morena foi visitar a AMIGA loura de olhos verdes, muito bonitinha, estilo boneca de vitrine. (Ambas perigosíssimas Geminianas! Este maravilhoso e multipolar signo me persegue monstruosamente.) A mãe da loura queria acertar com o padre alguns detalhes sobre a festa junina beneficente, especialmente barraquinhas de comidas regionais, fez um bilhete e numerou 7 perguntas para respostas sucintas: ( ) Sim. ( ) Não. “Impossível deixar o recado com qualquer outra pessoa, em especial a beata bisbilhoteira que tem lá e pensa que manda no padre.” Igreja pertíssimo de casa, foram juntas. O padre estava dormindo após almoço, a ajudante da igreja insistiu em saber o assunto, voltaram para casa trazendo o papel. De repente, o sinal fechou e um carro vermelho de modelo avançadíssimo conversível quase atropelou a lourinha, de frente. Foi instintivo. A garota não quis ver, levantou os braços na direção do rosto, por acaso cruzados no formato de um X. O motorista jovem ficou louco-furioso e gritou: “Sua bruxa, não tenho medo de você nem da sua cruz!” “Cruz? Que cruz? Ai, que homem lindo!” - pensou. Rápida como as asas nos pés de Mercúrio, descendente feminina de Pandora, ELA lembrou das 7 perguntas no bilhete e respondeu improvisando voz cavernosa: “Pois você vai ver muito breve o seu castigo: *PRAGA DOS 7. Antes de se passarem 7 e você contar, a maldição da bruxa irá acontecer...” Carro foi embora. A morena perguntou, já imaginando improvisação geminiana de “PRAGA” (?) da loura. Explicou fácil - sete, número de muitos simbolismos e superstições também. Sete poderia ser 7 anos, 7 meses, 7 quinzenas, 7 semanas, 7 dias, 7 horas, 7 minutos, 7 segundos.................. Impossível não acontecer nada desagradavelzinho com ele ou o carrão. Inspirou-se no número 7 no bilhete e pronto! “Que o galã Gigante saiu com medo, saiu!” Riram muito. Aparentemente, a estória das DUAS terminaria aí. Acontece que trabalhavam na mesma empresa, embora em setores diferentes. Na maioria, eram escriturários rapazes e ELAS não aderiam a brincadeiras pesadas masculinas. De pirraça, eles desligavam aparelhos das tomadas, queimavam um papel para espalhar cheiro forte e acusavam as DUAS de terem queimado o motor ou algo semelhante. JUNTAS, acabaram descobrindo a farsa. Foi aí que a morena lembrou da “PRAGA DOS 7”, recém-inventada, e divulgaram em todas as direções da empresa, a piada logo se espalhou aleatoriamente pel o edifício inteiro, bem alto, e até no comércio próximo - bares, barbearia, agências de turismo. Guardas do consulado norte- americano, antes sisudos, agora faziam continência para AMBAS. Viraram senhoritas respeitadíssimas, sem perderem a simpatia... e a tagarelice diária com todo mundo. Mas se alguém fazia uma gracinha qualquer, ELAS ameaçavam “no prazo de 7”. Muita coisa aconteceu por acaso. Do pessoal abusadinho do escritório, um deles quebrou a perna no futebol das terças-feiras à noite; um extremamente guloso por pastéis pisara de propósito no pé da loura, desidratou-se, foi hospitalizado; ladrão pegou rádio de pilha de um dorminhoco no ônibus etc. O medo deles como que atraía os desacertos......... Acontece que toda moda de repente... muda! Assim, a “PRAGA DOS 7” foi caindo em desuso até o esquecimento geral. Estória reavivada porque a morena sabe que escrevo contos, aprecio mitos e lendas e................. sou escritor muitíssimo obediente. Sei lá que espécie de praga minha AMIGA poderia me rogar?!... ---------------------------------------------------------------------------- NOTAS DO AUTOR: Frase fora do contexto do conto, mas é de um respeitável grego: “Educai as crianças e não será preciso punir os homens.” - (PITÁGORAS) ----------------------------------------------------------------------------- PITÁGORAS, filósofo e matemático grego (570 aC / 496aC), afirmou o 7 como número sagrado, perfeito, poderoso e mágico (mais tarde instituído como o número da mentira). De fato, número místico em várias religiões, soma de 3 (triângulo da Santíssima Trindade) + 4 (os elementos físicos: terra, água, ae e fogo). Sete são as virtudes, os pecados capitais, os Arcanjos, os braços do candelabro judeu (a menorá, indicando os 7 dias da criação: 6 + 1), os grandes mensageiros de Deus (que criaram as religiões), as cores do arco-íris, as notas musicais, as aberturas da cabeça, as glândulas endócrinas, os nossos chacras etc. etc. etc. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 374 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Pois é, exatos 7 dias de sofrimento sem Internet, querendo adivinhar as suas maravilhas publicadas aqui na minha ausência. A praga da morena é sete vezes sete de coisas ótimas na sua vida. Parabéns sempre!

Postado por lucia maria em 25-01-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.