Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio BAC

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


O MUNDO É PEQUENO II: COMO ORGANIZAR UMA BIBLIOTECA



					    
RUBEMAR ALVES Tenho muitos livros. Certa vez recebi a visita de uma AMIGA cultíssima e aplicada que ficou pasma com a minha... (coff... coff... coff... - crise de tosse) desorganização. Antes disso, EU havia tirado um domingo para arrumar os livros pelos títulos em ordem alfabética, mas aí me enrolei todo e não sabia se OS MAIAS era antes ou depois de NOZES E AVELAS (relíquia de remota (?) infância, escritora com pseudônimo de AMENDOLINA, pode?). Arrumei como pude e de repente era livro alto misturado cm baixinho, gordo com magro, ciências biológicas cruzando com gramática de alemão e ALGUNS PEQUENOS TRUQUES DOMÉSTICOS PARA SOLTEIRO INVICTO - este (dúvida angustiante) arrumado como letra “A” ou letra “P”??? Depois não mais acertei localizar em poucos minutos livro nenhum. Não de u certo. No domingo seguinte, arrumei do baixinho para o altinho, ficou a mesma confusão, aliás, muito pior! EU teria que decorar a estrutura gráfica do livro. Impraticável mais uma vez. Então, minha AMIGA, não biblioteconomista, mas econômica em teorias de biblioteca, me ensinou rapidinho o que uma freira de Petrópolis, Estado do Rio de Janeiro, criara e editara sob a forma de apostila, para bibliotecas menores, em escolas do interior ou pequenos ajuntamentos caseiros. Ganhei a apostila - perfumada a jasmim e com mancha recente, que me pareceu de batom vermelho. Estranho, não? Dividir os livros sob dez temas básicos: I-Língua Portuguesa - II-Línguas Estrangeiras - III-Matemática - IV- Química - V-Física - VI-Ciências biológicas - VII-Geografia - VIII-História (entrariam aqui Sociologia, Filosofia e Teologia) - IX-Literatura Adulta - X- Literatura Infantil (em garoto, EU via em todas as meninas a CHAPEUZINHO VERMELHO e de livro roubado o quarentão ainda romântico não pode se desfazer, jamais). Ainda me deu duas “colheres de chá”: XI-Jogos (amo xadrez e futebol) - XII-Diversos (coleciono secretamente livros de arte clássica muito séria, com estampas do tipo nu feminino). Dentro do esquema, pode ser ordem alfabética, eliminando-se artigos ou pronomes indefinidos, preposições, ou pelo nome do autor - assumo que pref iro mesmo de A a Z, tradicionalmente. Assim fiz. Minha AMIGA retornou, brinquei de inaugurar a estante, de parede a parede, num 7 de setembro, com fitas verde e amarela, tesoura azul, e cor branca no copo de leite gelado. Só não ganhei nota 10 porque ofereci bolo gelado com recheio de abacaxi e creme de leite; minha AMIGA havia pedido “de chocolate e nozes, com calda de rum e cerejas em conserva”. Aleguei não possuir livro de receitas (ELA tem o fetiche de “homens Gigantes usando avental”) e ter comprado na confeitaria. Deu nota 9, um inesperado beijo gostoso e uma confissão proibida para menores. Retribuí, é claro. Valeu o meu capricho, em duplo significado. Recomendo a todo colecionador de livros, não apenas como objeto de decoração - sofá bem largo! Acabou minha independência. Solteiro invicto por um período curto, depois dessa tarde. Mas ELA tem sobrinha pequena, a guriazinha pegou uma revista esportiva... e levou sem que percebêssemos. No passeio com a mãe, desfolhou, alisou foto dos jogadores sãopaulinos, beijou (saiu à tia, por certo), o goleiro não reagiu, ela não entendeu nada e jogou no rio Tietê - bom, foi assim que escutei da cunhada, sem detalhes. REENCONTRO COM A APOSTILA Pouco tempo depois disso viajei para o sertão nordestino a trabalho, cidadezinha simpática, seriam sete palestrantes em temas variados no auditório de uma... biblioteca na escola pública local. Revi em pensamento e ensaiei mais uma vez minha parte: Direitos Humanos. Auditório ainda vazio, resolvi dar uma circulada pelo ambiente. Na sala de consultas e empréstimos, várias estantes, etiquetas nas prateleiras indicando: I-Língua Portuguesa - II-Línguas Estrangeiras - III-Matemática etc. Adoro reprises e não me espantei com o “ vale a pena ver de novo” livresco. E na parte X algumas edições da minha encantadora CHAPEUZINHO... Instintivamente estiquei a mão. Nisto, a diretora da biblioteca apareceu. “Gostou da nossa organização? O senhor (ah!!!) nem vai acreditar. Não são tantos livros assim e não há pessoa especializada em nossa cidade. A princípio, organizei em ordem alfabética e eu mesma não sabia se OS SERTÕES deveriam ficar ao lado de OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO ou de SENHORA. Não deu certo. Arrumei por altura e quantidade de páginas - piorou. Mais uma vez impraticável.” “E como depois conseguiu organizar tão direitinho?” “Muito simples. Tenho uma sobrinha que mora em São Paulo, capital. Sem maiores detalhes, ela contou que estava passeando e viu uma garotinha pequena acompanhada possivelmente pela mãe. De repente, a garota abriu uma revista, beijou uma página qualquer, irritou-se e atirou bem longe. Saiu correndo, a mãe a seguiu e minha sobrinha as perdeu de vista. Só que da mão da criança caíra um caderno de folhas digitadas. Imagine: uma apostila de como formar de modo prático uma biblioteca. Ué, você (melhorou!) está rindo de quê?” Não me contive. “Sei. Uma apostila que talvez até hoje esteja com odor de jasmim e mancha de batom... “ “E como é que você (melhorou!) sabe?” “É que esta apostila foi minha. Nessa época EU morava em Campinas. Bem se diz que O MUNDO É PEQUENO.” Não pude prosseguir. Uma campainha soou três vezes (Molière moderno?) anunciando o início da primeira palestra, e poucas horas depois EU já estaria voltando para casa, na cidade mais agitada do Sudeste brasileiro. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 527 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Li às gargalhadas. "Vi" suas estantes atrapalhadinhas, mas aí você (?) casou (foi mesmo?!) e a bagunça terminou, virando aula para todo mundo aqui. Estou marrravilhada!!!

Postado por lucia maria em 01-03-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.