Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


AMORES HISTÓRICOS



					    
“Verba volant, scripta manent” - As palavras voam, os escritos permanecem. 1 - Fundada por Alexandre Magno no ano 331 a. C., depois conservada por Ptolomeu I, tinha 490 mil rolos de papiro, maior repositório de saber da época, e quase totalmente incendiada no ano 47 a. C. (General César, acusado, morrera três anos antes.) Restaurada. Durante séculos foi a capital cultural e intelectual do Ocidente até a conquista árabe no ano 640 da Era Cristã. Estória de amor. Consta que MARCO ANTÔNIO, o bravo romano, deu à CLEÓPATRA, da dinastia dos ptolomeus, 200 mil livros (tecnologia do pergaminho) da Biblioteca de Pérgamo, sem dúvida o presente mais erudito que um amante jamais deu. Em versão contemporânea, Alexandria hoje com quatro milhões de habitantes, nova biblioteca em local próximo ao de sua predecessora, acervo de um milhão de exemplares, especialmente em árabe, inglês e francês, salão de leitura de 70 mil metros quadrados, com multimídia, acervo digital, textos em Braille, museus e planetário, frequentador podendo baixar e imprimir livros à vontade... 2 - TRISTÃO e ISOLDA, estória lendária de origem medieval dos povos celtas do noroeste europeu, conta sobre o trágico amor entre o cavaleiro da Cornualha e a princesa irlandesa, romance no século XIII incorporado ao Ciclo Arturiano, Tristão agora transformado em cavaleiro da távola redonda da corte do rei Artur, posterior inspiração para ópera, teatro e cinema. A serviço do tio, rei Marcos da Cornualha, Tristão viaja à Irlanda para trazer sua noiva Isolda. Durante a viagem de volta à Inglaterra, os jovens acidentalmente ingerem um filtro de amor e se apaixonam perdidamente. Em paralelo, Isolda se casa com o tio e mantém um romance nada secreto com o sobrinho. Após alguns contratempos, Tristão é mortalmente ferido numa batalha, morre e Isolda morre de tristeza. Das sepulturas lado a lado, sobem duas roseiras brancas que depois se cruzam. 3 - Em Coimbra, atração turística é a Quinta das Lágrimas, que durante séculos foi ‘santuário familiar’ por onde passaram reis e imperadores, hoje hotel-museu. Lá, D. PEDRO ( nascido em 8 de abril de 1320) e INÊS DE CASTRO moraram nos idos do século XIV, a moça assassinada a mando do rei, D. Afonso IV, em 1355, dando origem à expressão usada até hoje: “Agora Inês é morta.” Há uma grande pedra com a inscrição “Fonte dos Amores - 1326 (?)”, ponto de encontro do amor proibido, ambiente mágico, e reza a lenda que o fantasma dela ainda percorre o jardim do palácio... PEDRO I, cognomes O Justiceiro” e “O Cruel” pela energia em vingar a morte de sua amada, oitavo rei de Portugal, um raro monarca de grande simpatia popular num reinado de dez anos, iniciado em 1357 após a morte do pai, foi o único rei no século XIV sem guerra e com grande prosperidade financeira. Túmulos de Pedro e Inês em estilo gótico e feitos em calcário da região de Coimbra. Em localização primitiva, ela ao lado direito dele, como na tradição ‘marido e mulher’, no Mosteiro de Alcobaça. No século XX, um em frente ao outro, ambos figuras coroadas, expressões tranquilas, rodeadas por 6 anjos. 4 - Verona, cidade italiana de ROMEU e JULIETA (peça escrita por Shakespeare entre 1591 e 1595). Lá, existem um anfiteatro romano anterior ao próprio Coliseu de Roma, um castelo da Idade Média e igrejas medievais, também o Castelvecchio e a Casa de Julieta, que atrai visitantes enamorados do mundo inteiro - construção secular que pode ter sido propriedade dos Cappellos, em cujo interior existem uma estátua de Julieta em bronze e afrescos teatrais, e o famoso balcão externo. Lenda que dá sorte no amor tocar o seio esquerdo (lado do coração) da estátua. Discute-se a veracidade original da estória, em 1303 relacionamento entre um casal jovem, ce rto é que os sobrenomes Montecchi e Capelletti realmente existiram ali. Verona atual - importante festival de ópera no mês de agosto. 5 - Casa da MARQUESA DE SANTOS, Domitila de Castro, dama que durante algum tempo foi a amada de D. PEDRO I do Brasil. Originalmente era uma residência aristocrática e suntuosa, construída no final do século XVIII, perto da Quinta da Boa Vista, onde morava a família real, e Pedro a comprou para Domitila, mandando reformar a casa em estilo neoclássico. Após 1929, a Marquesa mudou-se para São Paulo e a casa passou para a filha legítima de Pedro, futura rainha de Portugal. Em 1857, o Barão de Mauá, pioneiro da era industrial e o maior empreendedor da época, mudou-se para lá. Por volta de 1900, iniciando o século XX, a casa foi comprada por um médico, que defendia a tese do controle familiar da natalidade, em meio a ruidosas e escandalosas polêmicas. Após sucessões de departamentos governamentais, criou-se o bem instalado e caracterizado Museu do Primeiro Reinado, com saraus recreativos e educativos. Hoje, projeto de se criar ali o Museu da Moda, nova polêmica... F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 312 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Você intertualizou TRISTÃO e ISOLDA. Estes amores são célebres, sou mais PEDRO / DOMITILA, gente nossa, independência após excesso de ambrosia.............. e aí Pedro gritou!!! Parabéns!

Postado por lucia maria em 23-08-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.