Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


DOCES DORES DIVINAS...



					    
Se algo anormal acontecer na região lombar, lógico que virá um conjunto de manifestações dolorosas, a clássica lombalgia, a popular dor nas costas... Ficamos quase ‘mórbidos’, funções baixas, incapazes para tudo ou quase tudo, seja no trabalho ou - a grande preocupação masculina - principalmente... dar conta de trabalho especial em casa: leitor entendeu muito bem! Não, nenhum prolapso, deslocamento de disco pressionando o nervo. É só uma dorzinha monótona, incomodativa - não houve nenhum golpe, queda ou movimento brusco. Vago estiramento, suponho. Comprimidinho analgésico resolve, deitar de costas em posição confortável no colchão firme, bolsa de água quente envolta uma toalha ou colocada sobre o local. Dispensável esteopata masculino de emergência hospitalar - feminino, talvez, se me “permitirem”, quem sabe? Aí, ELA, a médica “amadora” (e amada) do lar declara que não tomo sol adequadamente e por extenso e-mail (para que dois computadores pessoais numa casa tão pequena?) me recomenda “praia a cada quinze dias, fundamental para manter o cálcio nos ossos e mantê-los fortes.” No 8 de abril, literalmente paguei meu presente de aniversário com que fui “presenteado”pela parceira de casa: sunga de praia. E o horário foi determinado - “de 7 às 10 da manhã e novamente após as 4 da tarde”, o que significa um dia inteiro fora da minha cidade, moramos longe do mar, e hospedagem num hotel que tenha almoço de peixe assado com molho de muitos camarões grandes e por sobremesa pudim de leite ou sorvete de chocolate com calda de morango... ELA diz que “faz bem aos ossos”, EU digo que “faz mal ao cartão de débito”. Bom, há os fatores ocupacionais (trabalhar com vibrações, por exemplo, ou carregar e levantar pesos), assim como os fatores psicossomáticos (insatisfações profissionais, tarefas ou convívios pessoais desagradáveis, condicionamento físico e estilo de vida). A “romantiquinha” às vezes pede para levá-la no colo, entre a sala e o quarto, pode? Leite? “Alimento natural”, diz ELA. Com ferro ou não. “Ah, e os derivados do leite, em especial queijos...” Mas há em nossa casa uma Ratinha especial que ‘rouba’ e devora quase tudo da minha dieta. Bom, na geladeira também outros alimentos que contém cálcio: ostras (com alta fama de afrodisíacas: há lendas que asseguram nestas a virilidade do ‘por-dez- anos-viajante’ ULISSES, todo alegre, “esquecendo” de propósito, com damas festivas o caminho de volta para a ilha greg a de Ítaca), salmão, sardinha, tofu (queijo japonês), brócolis... Como cuidar das costas? Como reduzir a dor e evitar recorrências? Algumas vezes é a má postura durante os movimentos ou certa fraqueza muscular. Períodos prolongados de repouso ou preguiça levam ao descondicionamento físico. Prevenção? Praticar atividade física moderadamente , exercícios aeróbicos e de “higiene” postural, dançar... Pode-se contratar massagista doméstica, se a mulher de casa permitir que outra “rabo de saia ” ultrapasse o umbral da casa; a própria se intitula massagista, esteticista, espiritualista, florista, ativista (de quê?), artista (mais este ‘-ista’ que os anteriores)... Indicada às vezes, em especial depois dos 35 anos, fazer um exame chamado densitometria óssea (de coluna lombar e femural proximal), ver como está a nossa coluna... Nossa, não é que já passei dos 35?... E agora, Rubemar? Tempo ainda de cuidar se houver alguma defeituosa densidade mineral óssea. Prevenir ou afastar a ideia de osteoporose, que é um enfraquecimento dos ossos, tornando-os fracos, poróticos. ELA me quer, futuramente, um “velhinho bastante enxuto”. ----------------------------------------------------------------------------- FONTE (para inspiração): Revista PONTO SAÚDE. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 321 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Você já é um (quase velhinho?)galã enxuto... porque, chuveiro enguiçado, o banho é com papel umedecido. Não sei distinguir "onde autor", "onde personagem", intimidades aqui reveladas que me eletrizam. Parabéns!

Postado por lucia maria em 13-09-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.