Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio BAC

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


PIPAS OU IMAGENS VOADORAS?



					    
Origem na China, acerca de 2000 anos, somente chegando ao Japão em torno do século XIX, junto a outras novidades, como a caligrafia, o budismo e os hashi (pauzinhos usados como talheres). Numa exposição em São Paulo, 1985, um dos mais antigos modelos originários da China tinha a forma de bicho - centopeia-monstro de 100 metros, formada por 105 discos interligados; outro, japonês, tamanho gigantesco, (shirane odake), uma única tela medindo 7 x 5m, fabricado em 1737 para uma competição de pipas gigantes entre duas aldeias no centro do país; também na amostra gravuras pintadas nos séculos XVIII e XIX. Tem uns dez séculos que pipas ou papagaios (em japonês, tako) passaram no Japão de brinquedos exclusivos da nobreza, pelo alto custeio da confecção, em dias de vento e se transformaram em símbolos utilitários do cotidiano. Na guerra, os castelos sitiados enviavam mensagens aos soldados aliados; na paz, anunciavam até mudanças provinciais. Depois, o papel barateou e a população passou a se divertir - a partir do período Endo, século XVII, tempo de protestos e humor, com caricaturas dos patrões e ideogramas de óleo e arroz, preços vertiginosos em crescente inflação. No final do século do XVIII e início do XIX, desenhos caligráficos nos papagaios e realismo com retratos ou cenas, em gravuras feitas com matriz de madeira, técnica ukiyoê (que fascinou VAN GOGH, MONET e MATISSE) - a arte popular agora retratando atrizes, lutadores famosos e situações de rua, e contemporaneamente personagens de HQ. Delicadas folhas de papel de arroz (washi)... e dragões voadores nos dias de festa, algumas vezes demônios, samurais, atores famosos ou frases de protesto (sem passeata destruidora). Requintada técnica: trabalho muitas vezes para um artífice de modelagem e um desenhista de imagens; depois, talvez, um especialista em voo. Numa interpretação moderna, pipas revivem lutas do samurais para comemorarem o nascimento do primeiro filho homem. (euzinho aqui?!) ou figuras lendárias como a Onibaba, mulher-demônio que protege a casa de negatividades, ou Kintaro, o menino de ouro, guerreiro ao lado de carpas gigantes. Além de coleções particulares, há em Tóquio o Museu de Pipas e Papagaios, com ampla documentação dos tipos de fabricação regional. No Brasil, a pipa só chegou em 1858, trazida pelos ainda colonizadores portugueses como diversão e se estabeleceu. A “nossa” (?) pipa de rua é feita com papel de seda e varetas de bambu, como no Japão Antigo - aqui, uma vareta vertical e duas horizontais. Diferença é que no Japão o papel usado é o washi com bambu, preferindo desenhos e ideogramas, e “nós” (?) usamos também madeira e tecidos de algodão ou nylon, recortando- colando formas de muitas cores. No Japão, a aerodinâmica do papagaio enfrenta ventos fortes ou médios; aqui, tudo é a filosofia do “jogo de cintura”, o malemolejo do brasileiro que sabe manipular o prazer. -------------------------------------------------------------------------- FONTE: “Serpentes voadoras” - Revista VEJA, SP, 21/8/85. NOTAS DO AUTOR: Em outra pesquisa, achei “a princípio, criação em 1200 a. C. de um general chinês, Han-Sin, como instrumento de comunicação entre soldados. No século XII, popular na Europa”. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2013
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 314 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Adão demorou a comer a maçã porque estava soltando pipa. Boa pesquisa. Parabéns!

Postado por lucia maria em 21-12-2013

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.