Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


CLIENT...A" OCULTA



					    
O cliente oculto examina o ambiente, a higiene, o cheiro forte de gordura, os barulhos metálicos que possam vir da cozinha do restaurante, a refrigeração no salão de refeições... o humor dos garçons... a demora ou não no atendimento... por fim, a temperatura da comida e os sabores. Paga e sai - missão comprida e cumprida, ninguém desconfiou. Idem numa loja - ambiente adequado-condizente com determinado tipo de mercadoria, exposição em prateleiras ou vitrines, balcões, armazenamento, algumas vezes música ambiente suave e não incomodativa... a orientação que vendedores oferecem... condições de crediário, o empacotamento. Paga e sai - missão comprida e cumprida, ninguém desconfiou. Após tudo isso, o restaurante ou a loja recebe um relatório sério sobre os pontos positivos e negativos do “visitante” contratado pelo próprio estabelecimento para conferir os negócios, corrigir possíveis falhas. Houve, na minha casa, uma reunião feminina para discutirem... assuntos femininos: moda, penteados, receitas culinárias. Todas se elogiavam mutuamente, talvez de longe em longe uma ironiazinha sem agressividade, até que o personagem ‘marido’ surgiu do nada. Cada qual defendia ou acusava o seu ‘tadinhozinho’ (o diminutivo é aqui o autor opinando). Mais trabalhador, mais preguiçoso, dorminhoco, bom ou ruim auxiliar de faxina caseira, uns somente a troco de um pudim etc. etc. etc. De repente, uma delas, solteira, disse e outra, duas vezes divorciada, confirmou que EU beijo muito bem. Minha mulher pensou, contou de 20 (ou 30, número de sua fixação?) a 1 para ganhar tempo, riu, con-fir-mou... afinal, ELA é a ‘proprietária’ juramentada em cartório!!! Ofereceu rapidamente o lanche para que todas ocupassem as bocas muito falantes - terceira “amiga” opinativa (grrrrr...) a enlouqueceria. Agora quer saber se andei contratando “client... a oculta”. Assunto antigo, gente! EU nem lembrava mais. Como provar que homem solteiro é livre e.........................???!!! FONTE (para inspiração): “O novo olhar do cliente oculto” - jornal O GLOBO, Rio, 18/8/13. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2014
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 363 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Tinha que, assunto comercial sério (no Rio, dizem que é invenção de paulista desde o século XVI... os experimentadores de milho, mandioca e depois café), incluir você exibidinho e sua mulher 'nada' ciumenta. Parabéns!

Postado por lucia maria em 01-02-2014

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.