Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio ebook Vigilante

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


ESTÓRIA ANTIGA SOBRE UM POETA MAIS ANTIGO AINDA...



					    
ELA já apreciava a poesia do Ariano de 18 de abril, MANUEL BANDEIRA, mas aí um namorado Ariano de 8 de abril (leitor não me acuse: EU nem era nascido ainda), por falta de inspiração pessoal, leu por telefone alguns sonetos e o entusiasmo por ele (o poeta) aumentou muito mais com os poemas (“Lindos!”) até então desconhecidos. Lera que ele morava no Castelo, bairro carioca bem central que de tempos em tempos perdia prédios e ruas em constante transformação. A moça vivia atenta, quando circulava na região, tentando encontrá-lo (o poeta), mas não sabia a rua exata onde morava. Três anos depois, na rodoviária embarcando para São Paulo, a imprensa noticiou a morte dele (o poeta). Embarcou triste, lembrou-se de outro poeta, Vinícius de Moraes: “Tristeza não tem fim, felicidade, sim...” Mais três anos, arrumou um serviço para datilografar cartas comerciais, ora em português ora em inglês, num pequeno escritório que negociava (leitor, não ria!) com “brincos para boi” (depois eu explico) e sêmen congelado. Pegava a chave na portaria, subia para o escritório, ao final devolvia a chave ao porteiro. O chefe muitas vezes estava em atividade externa - nem sempre se encontravam. Certa manhã, às oito horas, o chefe chegando e ela também. Nisto, uma mulher extremamente idosa apareceu, cumprimentou o fulano, suspirou e enxugou uma lágrima: “Ah, que saudade do seu Manuel! Tão simpático...” Outra manhã, chefe agora mudara o horário “rueiro” para depois do almoço, novamente juntos na entrada do prédio, outra senhora na mesma faixa etária: “Que saudade do......... Um dia ele me deu uma rosa.” Dias depois, outra mulher, de novo: “Que saudade do.........” Nem de longe ELA adivinharia de quem se tratava. Aí o chefe esclareceu - as três apaixonadas falavam sobre MANUEL BANDEIRA, que morara ali, ocupando um apartamento, depois trocou para outro. Na teoria de “o mundo é pequeno”, ELA o procurara tanto em diversas ruas, não poderiam nunca imaginá-lo ‘ali’. Havia pistas, sim, em certos poemas, só que a leitora-fã era desavisada... Do apartamento ele via o aeroporto, lecionava na faculdade federal perto de casa etc. etc. etc. Após essa descoberta, inclusive até a atualidade, tem lido sempre identificação e notícias sobre o famoso endereço: “Edifício São Miguel - Avenida Beira-Mar, 406”, onde foi colocada uma placa celebrando dois antigos moradores - Manuel Bandeira e Cândido Portinari. NOTAS DO AUTOR: MANUEL Carneiro de Sousa BANDEIRA Filho (Recife, 1886 / Rio, 1968) - Poeta, crítico de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro. Fez parte da geração de 22 da literatura moderna brasileira, sendo seu poema “Os sapos” o abre-alas da Semana de Arte Moderna de 1922. BRINCOS PARA BOI - Artefato plástico, na forma de um brinco, a ser colocado no animal através de um aparelho aplicador. Em cores variadas, permite selecionar e identificar, mesmo à distância: macho, fêmea, animal para corte ou leiteiro, filhotes etc. - SÊMEN - Material genético usado na técnica tradicional de inseminação artificial e posteriormente inseminação “in vitro”. (Coitados, os bichos não namoram mais: “o boi da cara preta foi pegar a menina que tem medo de careta” e “a vaca foi pro brejo”!) F I M
Copyright ATHINGANOI © 2014
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 283 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Meu comentário anterior SUMIU!!! (Só notei hoje!!!) Grande poeta, excelente figura humana, um dos meus queridinhos. Parabéns!

Postado por lucia maria em 07-12-2016

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.