Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio KD Inovações Tecnológicas

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


ESTÓRIAS CARIOCAS SEM CRONOLOGIA-PARTE XII



					    
A Lagoa Rodrigo de Freitas não “nasceu” palco de remo e canoagem. Após cerca de dez anos, ainda intacta, Estácio de Sá chegara no comando entre 1520 e 1567, em 1575 fundou-se um engenho de açúcar, sendo proprietário o rei de Portugal, desbravamento das terras da hoje badalada zona sul carioca. Dava prejuízo à coroa portuguesa, então foi vendida a uma família e em 1808 D. João VI a tomou de volta, isto é, desapropriou, fundou uma fabrica de pólvora e bem perto o Jardim Botânico incentivando pequenos aglomerados urbanos ao redor da lagoa, progresso da região, bairros Jardim Botânico, Gávea, ao final do século XIX Ipanema e Leblon. Origem do nome Rodrigo de Freitas: Em 1598, a Corou vendeu o engenho e o novo dono chamou de Engenho do Amorim; em 1609, novo dono, Engenho do Fagundes, cuja bisneta, 35 ou 31 anos (pesquisas controversas) casou com um oficial da cavalaria (ou um simples cavalariço) de 18 (ou 16?) anos e em 1712 o engenho recebeu o nome dele. Aterrada, foi perdendo quase a metade da sua área aquática, 4,46 milhões de km2, construiu-se o Jockey Club, passou a 2.4 milhões de km2. Eram muitas chácaras, porém apenas uma ao lado esquerdo da rua Jardim Botânico e as terras avançaram sobre a lagoa, produzindo leite inclusive para as outras chácaras e o bairro vizinho, Botafogo. A Chácara (hoje Parque) foi comprada pela família em 1826 e um descendente, industrial, casou com uma cantora lírica italiana e ergueu nos anos 1920 um palacete, não tiveram filhos, viúva proprietária em 1941, plena II GM, Brasil declarou guerra ao Eixo, do qual fazia parte a Itália e o governo Vargas confiscou o ‘império’ Lage, confiscou tudo, falência geral das empresas um ano depois. Em 1936, o arquiteto Lúcio Costa sugeriu a construção de uma cidade universitária em cima da lagoa, projeto rejeitado por dificuldades técnicas e alto custo. --- Até o final do século XVIII, Copacabana era uma área de chácaras, imenso areal, restinga com cajueiros, jambeiros, pitangueiras, cactus e palmeiras anãs, porém de localização estratégica contra invasões de piratas e foram construídos o Forte do Vigia, no Leme, e outros no Morro da Babilônia, o da Ponta da Igrejinha (atual Forte de Copacabana) e o Inhangá. --- Em princípio da década de 1590, um nobre militar apelidado de Botafogo prendeu em batalha, em Cabo Frio, um jovem corsário francês, afeiçoou-se a ele e não o fez prisioneiro - filho de alemão com francesa, natural da Alsácia, estudara nas melhores escolas européias; em 1598, casou com uma moça, por certo família endinheirada, que vivia em casa boa, ao pé do Castelo, em frente à Santa Casa. Raros os casamentos no Rio porque índios convertidos não seguiam os ritos católicos, raras solteiras entre 500 e poucos europeus ou descendentes e em geral os homens formavam famílias com as tupis. O casal teve 8 filhos. Quase um século depois, um neto deixou para o Rio um de seus ícones mais longevos: o cume do Morro da Glória, com a estrutura original do Outeiro. Quase dois séculos após o casamento, um tetraneto do francês foi morar em Vila Rica, foi arrolado entre os inconfidentes e terminou a vida exilado em Moçambique, secretário do poeta desembargador Tomas Antônio Gonzaga. --- O litoral da cidade do Rio de Janeiro é bastante recortado e a baía (resultado do avanço do mar numa reentrância ou recorte do litoral) se estende de norte a sul por 25 km - na entrada, dois fortes: a Fortaleza de São João (Urca), no Rio, situa-se no local em que, a 1 de março de 1565, foi fundada a cidade, e o Forte de Santa Cruz (hoje presídio do Exército), em Niterói - em pontos estratégicos para proteção do interior da baía. --- O Rio nasceu como uma cidade fortificada para dar combate aos franceses que haviam invadido a baía de Guanabara. Em 1555, franceses protestantes em fuga à perseguição religiosa, invadiu a baía sob o comando de Nicolau Duran de Villegaignon, fizeram amizade com os índios tamoios, instalaram-se na Ilha de Paranapuã (hoje, Ilha do Governador, onde fundaram um forte e depois na Praia do Flamengo e outras localidades, ficaram dez anos, apesar da tentativa do Governador Geral, Mem de Sá, para expulsá-los; em 1565, o sobrinho (nepotismo?) Estácio de Sá foi enviado para o Brasil com a incumbência da expulsão, desembarcou com 5 navios e 300 homens e estabeleceu um local para fixar as tropas portuguesas - construiu uma paliçada (estacas de madeira vincadas verticalmente), Reduto de São Martinho, e os primeiros “prédios” da futura cidade, fundada em 1 de março, no local entre o Morro de São João (onde hoje existe o Forte de São João e o Pão de Açúcar. Após muitos combates, invasores expulsos em 20 de janeiro de 1567, cidade transferida para o Morro do Castelo. Nesta luta, houve grande ajuda de índios chefiados por Arariboia que depois se fixou com a tribo , chegados do Espírito Santo, na chamada Praia Grande - aí, fundou uma aldeia, São Lourenço, que deu origem a Niterói, que significa ‘águas escondidas’, em 22 de novembro de 1573. O chefe índio foi batizado com o nome de Martim Afonso: estátua na saída das barcas, em Niterói. FONTES: Folheto “Um passeio pela Baía de Guanabara” - Rio, SENAC, sem data ---“Nossa célebre centenária” - Rio, revista NÓS DA ESCOLA, SME - ano 3, n.33/2005 --- Coluna “Entre 1500 e 1600”, de Pedro Dória -- “A invenção da zona sul” - Rio, jornal O GLOBO, sem data e 6/9/2015. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 22 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Este seu trabalho seriado nos caiu do céu no momento exato em que a Família Real está em evidência na telinha. Boa ideia. Parabéns!

Postado por lucia maria em 28-05-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.