Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio BAC

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


APÓS PRÁXIS, AGORA POEMA-PROCESSO-PARTE II



					    
I---Outra tendência de vanguarda que se seguiu ao CONCRETISMO: POEMA-PROCESSO - Lançamento oficial em dez./1967, através de exposições simultâneas no Rio de Janeiro e em Natal/RN, 25 autores de 9 Estados;  nesse mesmo mês, lançamentos da revista “Ponto I” e manifesto “Proposição”, publicado no suplemento do jornal “O sol”, de Natal. Linguagem funcional dos signos não verbais:  projeto semiológico, resultado da ação dos poetas dissidentes WLADEMIR DIAS PINO, MOACY CIRNE, SANDERSON NEGREIROS e ÁLVARO DE SÁ, um passo além do abandono da musicalidade da língua e opção de novos códigos - a construção (processo) de um signo novo para consumo imediato - não mais a beleza da poesia, dado o caráter de rompimento com a palavra:  mais arte plástica, menos arte literária - pintura apoética, negativa do figurativo, aceitação da arte gráfica decorativa.  Busca da superação das diretrizes concretas através de um dinamismo criador permanente, ou seja, o processo de relacionamento das partes:  o objeto artístico mostrado “por dentro” em seu processo, em estrutura sempre dinâmica e tensa - objetos em série, como saídos de uma máquina.  Criatividade.  Projetos e versões a partir de materiais já dados, explorados ao nível da linguagem.  II---Pesquisem imagens dos poemas: 1-“Poema do olho”, ANCHIETA FERNANDES, 1967 ----- Poesia intersemiótica - sugestão de animação-gráfico visual e processo de transformação do signo geométrico não-verbal em signo verbal - no desenho (8 quadrados), a não escrita da palavra ‘olho’, mas sugestão do abrimento gradativo dos olhos - o desenho é signo porque representa o desenhado.  (Entretanto, observar que nem todo signo é desenho exato:  o ideograma é a escrita por idéias - ideograma, significado de um conjunto X letra, signo de som, ainda sem significado.) 2-“Fome”, poema-código, JOSÉ DE ARIMATÉIA SOARES CARVALHO.  ----- Código - conjunto de palavras convencionais, à disposição de quem quer se comunicar.  A partir do código estabelecido no poema, observar no quadrado vazio a presença inicial do mundo sem o homem; depois, a presença humana;  em sequência, o surgimento da fome, crescendo gradativamente e envolvendo o ser humano até causar a morte. ----- Palavra dá lugar a símbolos gráficos:  desenhos + palavras-chave - mundo-homem-fome-Fome-FOME-MORTE. ----- Interpretação: ----- Temática do social - poema-processo - poética do visual / uma forma possível - o mundo, o homem no mundo, a fome do homem no mundo, a fome e o homem no mundo, o homem na fome do mundo, o homem no mundo da fome, morte (por fome). 3-“Garrafa”, “Vidro” e “Cristal”, CARLOS SÉRGIO BITTENCOURT ----- Interpretação: ----- Ornamentalismo gráfico - novas possibilidades tipográficas/disposições gráficas -   fragmentação das palavras em letras, cada grupo de letras associa-se aos “cacos” dos objetos formadores do núcleo de letras que representam os signos - aproveitamento do espaço em branco;  ao redor do núcleo “cristal”,  a palavra se fragmenta em letras bem menores, lembrando a fragmentação do cristal. 4-“Transparências”, NEIDE DIAS DE SÁ, 1968  ----- luminosidade do acrílico, consistência moldável - três cubos num jogo lúdico explorando a luminosidade que facilita a codificação da ‘leitura’ do poema plástico - escultura e espaço.    -----     Interpretação:  -----     bomba-fértil-homem- máquina  /  terra-túmulo-pó-morte  /  profundo-amor-ódio-medo.  -----Os 3 conjuntos de palavras constituem a chave do poema. -----  Desprezados estes conjuntos,  considerar o retângulo desenhado como arte plástica, desenho, pintura cubista etc.  ----- Quantas leituras feitas sobre o retângulo?  Basta substituir os traços pelas palavras-chave. F  I  M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 13 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Aula complementar, textos fáceis de serem encontrados. Bom professor pesquisador e detalhista. Parabéns!

Postado por lucia maria em 02-12-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.